Ibero-American Journal of Exercise and Sports Psychology

PAIXÃO, MOTIVAÇÃO E RENDIMENTO DOS ATLETAS DE NATAÇÃO

RESUMO

Luís Cid1,2, Andreia Silva1, Diogo Monteiro1,2, Hugo Louro1,2, & João Moutão1,2

O objetivo deste estudo foi analisar as relações entre o tipo de paixão, a orientação motivacional e o rendimento em atletas da modalidade de natação. Participaram neste estudo 115 nadadores (n = 115), de ambos os géneros (65 rapazes e 50 raparigas), com idades compreendidas entre os 13 e os 25 anos (M = 15.55; SD = 2.30), participantes em competições da FINA, em quatro escalões competitivos (infantis, juvenis, juniores e seniores). Para a avaliação da paixão e da orientação motivacional, utilizou-se as versões portuguesas do Passion Scale e Task and Ego in Sport Questionnaire, respectivamente. Para avaliar o rendimento dos atletas utilizou-se a pontuação do swimming ranking. Os resultados revelaram uma correlação positiva e significativa entre paixão harmoniosa e orientação motivacional para a tarefa (r = .24; p = .01) e entre paixão obsessiva e orientação motivacional para a tarefa (r = .21; p = .02), bem como, uma correlação positiva significativa entre os dois tipos de paixão (r = .48; p = .00). Não foi encontrada nenhuma relação significativa entre o rendimento e o tipo de paixão e de orientação motivacional dos atletas.

PDF
Top